Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Lançamento da nova Estratégia

Lançamento da nova Estratégia do Ministério da Infraestrutura

Publicado: Sexta, 12 de Abril de 2019, 18h50 | Última atualização em Segunda, 15 de Abril de 2019, 16h57

RUY 3946

Aumentar a competitividade do país no cenário internacional é meta do Ministério para os próximos 4 anos

Planejamento estratégico 2019-2022 foi apresentado pelo ministro da Infraestrutura para servidores da Casa nesta segunda-feira (8) 

Ser líder em termos de infraestrutura na América Latina. Esse é um dos objetivos do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, para os próximos anos à frente da Pasta. A afirmação foi feita no evento de lançamento do Planejamento Estratégico do Ministério da Infraestrutura, nesta segunda-feira (8), em Brasília (DF). O plano está representado no novo Mapa Estratégico, instrumento com as diretrizes do ministério para a gestão de 2019 a 2022. 

“Hoje o Brasil ocupa a 9ª posição em termos de qualidade de infraestrutura no continente e nós temos que transformar esse cenário. Então esse é o desafio que tem que nos mover e é por isso que vamos encarar este planejamento estratégico com toda força e energia para fazê-lo sair do papel”, afirmou o ministro. “Nossa meta é superar os desafios que teremos para cumprir a missão da instituição e atingir a sua visão de futuro. Temos uma série de iniciativas que vão transformar a logística no Brasil”, completou. 

Dentro das diretrizes do novo planejamento estratégico da Infraestrutura, o secretário executivo, Marcelo Sampaio, destacou as próximas metas e a desburocratização do setor. “Diminuir o peso do estado sobre o cidadão e o setor produtivo é um objetivo do Governo Federal. Nessa perspectiva, queremos criar novos mecanismos a partir da perspectiva de ganho de valor para a sociedade”, avaliou. 

Outra meta estabelecida é a questão da governança e gestão do órgão. O secretário explicou que será implantado, dentro da gestão estratégica, um canal de comunicação direta e eficiente que irá dialogar com suas entidades vinculadas, fortalecendo instrumentos de gestão e controle, buscando o alinhamento de ações e do emprego eficiente dos recursos públicos. “Vamos trabalhar com Programas de Prevenção à Corrupção e de fortalecimento da capacitação do corpo técnico, além de melhorias da qualidade de vida no trabalho. O avanço na tecnologia da informação corporativa e automatização de processos também serão contemplados”, finalizou. 

O documento, que teve como base a Política Nacional de Transportes (PNT), é fruto do trabalho de diversas secretarias do Ministérioda Infraestrutura e servirá como referencial para os gestores na condução eficaz das políticas da instituição. 

Assessoria Especial de Comunicação

Ministério da Infraestrutura

Confira as Fotos

 

 

Apresentação em PDFpdf

 

Fim do conteúdo da página