Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Estudo

Estudo mapeia o escoamento da cana-de-açúcar para melhorar o fluxo de cargas

Publicado: Segunda, 10 de Dezembro de 2018, 16h38 | Última atualização em Terça, 26 de Fevereiro de 2019, 16h45

canadeacucar

O Ministério dos Transportes, Portos e Aviação promoveu no mês de novembro, dias 13 e 29, dois workshops para debater sobre a atual infraestrutura, os gargalos e desafios que envolvem o escoamento dos produtos da cana-de-açúcar (etanol e açúcar) no país. O encontro, que reuniu as principais entidades do setor é uma das ações para a produção do quarto estudo da série “Corredores Logísticos Estratégicos”, atualmente em elaboração.

Produzidos pela Secretaria de Política e Integração (SPI), os relatórios dos Corredores fazem um diagnóstico do setor para melhorar o fluxo de cargas no Brasil. Desde o segundo semestre de 2017, a secretaria vem lançando os cadernos periodicamente, e, até o momento, já foram publicados os estudos sobre soja e milho, minério de ferro e veículos automotores.

Entre as entidades participantes do workshop, estavam os ministérios da Agricultura, de Minas e Energia, a EPL, o DNIT, a ANTT, a Valec, a Antaq, o a Conab, a ANP e o Ipea. Das instituições privadas, estavam a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), o SINDAÇUCAR/AL, e o SINDALCOOL/PB, representantes do Fórum do Setor Sucroenergético, ANUT, ANTF, ABCR e Raizen, entre outros.

O lançamento do Relatório do escoamento do complexo da Cana de Açúcar está previsto para acontecer ainda neste mês de dezembro.

Assessoria de Comunicação

Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil

Fim do conteúdo da página